Meu Equipamento

Como recebo muitos e-mails do pessoal que quer começar a produzir fiz o texto “Montando Seu Equipamento Cervejeiro Para Iniciantes”. Caso queira começar a produzir não deixe de ler!

Equipamento 2

Vendi o meu primeiro equipamento e montei um outro maior, passando de 20L pra 100L. Com um pouco mais de experiência optei por montar o sistema, contando com ajuda de amigos.

O equipamento novo é formado por:

– 1 panela (nº 55) de mostura, recirculação e filtragem com válvula e conexão pra mangueira de 1 polegada;

– 1 bazooka que fiz com canos de inox, deu um baita trabalho mas ficou ótima (fica no fundo da panela de mostura acima citada). Na foto as partes escuras são cortes por ondem o mosto passa sem que os grãos passem;

bazooka

– 1 panela (nº 55) de fervura com válvula extratora e conexão pra mangueira de 1 polegada;

– 2 bombas de máquina de lavar louça, de 60Hz e 32W;

bomba

–  mangueiras de silicone e plástico atóxicos;

– 2 fogareiros JackWall GB 13 de alta pressão, que são excelentes;

fogareiro

– 1 fogareiro de alta pressão que eu tinha do primeiro equipamento;

fogar_antigo

– 1 panela de 50 litros que uso pra aquecer a água de lavagem neste fogareiro menor;

– 1 chiller de placas (não sei quantas!) pra resfriar o mosto;

chiller

– 1 geladeira que adaptei pra caber o fermentador (tive que arrancar a parte de plástico das prateleiras da porta e colocar uma chapa de acrílico, tirei a parte do congelador sem quebrar o cano de conexão de resfriamento, abri a chapa do congelador e coloquei encostada no fundo da geladeira por dentro. Veja nas fotos abaixo se dá pra entender!);

Fermentador cônico de 100 litros na geladeira adaptada que tive que reformar.

Fermentador cônico de 100 litros na geladeira adaptada que tive que reformar.

gela1gela2

– 1 fermentador cônico de 100 litros (na primeira foto da geladeira está ele);

– 1 termostato Full Gauge Tic17 Rgti (pra controlar a temperatura da geladeira, muito importante)

Em breve farei um desenho do sistema pra ficar mais fácil de entender, abaixo está o equipamento montado.

sistema

Agora além da bazooka vou usar um fundo falso sobre ela, vejam nas fotos abaixo.

Bazzoka no fundo da panela.

Bazzoka no fundo da panela.

Fundo falso sobre bazooka.

Fundo falso sobre bazooka.

Aproximado do fundo falso sobre bazooka.

Aproximado do fundo falso sobre bazooka.

Equipamento 1

Conforme já escrevi, optei por comprar um equipamento pronto pois não tinha a menor idéia de como seria um, ou seja, não sabia o que seria preciso pra fazer a minha cerveja.

Uso o sistema Herms.

Pequisei na internet e acabei encontrando no Mercado Livre alguns kits prontos que já são preparados pra iniciantes. Há algumas boas opções no mercado que acabei conhecendo só depois de comprar o meu kit.

O kit é composto por:

– 1 Panela Especial de Brassagem com válvula extratora e conexão para filtragem, clarificação e mostura:

– 1 Panela Especial de Fervura com válvula extratora;

– 1 Bomba para recirculação do processo;

– 3 Mangueiras siliconizadas atóxicas;

– 1 Termômetro Cervejeiro, com proteção plástica;

– 1 Máquina (manual) para colocar as tampinhas (com regulagen de altura);

– 1 Bico de envase com mangueira de silicone atóxica;

– 1 Módulo em Madeira nobre (Torre Cervejeira) para apoio do processo;

– 1 Dissipador do mosto em cobre (prolongado + eficiente – maior distribuição do processo);

– 1 Elemento filtrante em cobre + eficiente;

– 1 Fermentador em plástico atóxico; e

– 1 Chiller em cobre com mangueira siliconizada atóxica – esta peça tem dupla função no processo.

Basicamente são 2 panelas de 20 litros simples com torneiras e o resto também é bem simples, pra quem vê o kit montado nunca imagina que só com isso é capaz de fazer uma boa cerveja!

Veja abaixo algumas fotos:

Kit Completo.

Em destaque a panela de fervura com o chiller dentro, ao lado esquerdo a máquina de tampar as garrafas.

Em destaque a panela de mostura. O cano de cobre acima da panela funciona como um dissipador de mosto, o cano no fundo da panela é chamado de bazuka e serve como filtro do mosto.

Em destaque a bomba elétrica que permite a circulação do mosto pelo sistema.

Isso foi o que veio com o kit, além deste material comprei mais algumas coisas que acho que são indispensáveis pro cervejeiro artesanal:

– mais 1 balde de plástico alimentício (atóxico) de 20 litros;

– 1 densímetro com escala de 1000 a 1100 (serve pra medir a densidade inicial e final do mosto, o que permite o cálculo da % de álcool de sua cerveja quando pronta);

– 1 fogareiro de alta pressão (fogões comuns não tem intensidade de chama que permita alcançar as temperaturas necessárias do mosto nos tempos adequados);

– abraçadeiras de mangueiras pra evitar vazamentos;

– 1 airlock (peça que não permite que o ar entre no fermentador mas permite que saia);

– 1 balança digital pra até 5kg;

– 1 proveta de 200ml (pra colocar o mosto e medir a densidade com o densímetro); e

– 1 termostato Full Gauge (Controlador de Temperatura TIC-17RGTi – pro controle da temperatura da geladeira onde faço a fermentação).

Abaixo fotos do meu kit montado e em funcionamento, fiz as fotos no dia da minha segunda brassagem:

Fogareiro de alta pressão, muito bom pra fazer cerveja pois a chama é bem forte.

Equipamento montado, a panela de fervura é a de cima por onde o mosto passa por dentro do chiller (serpentina) e é aquecido numa espécia de “banho-maria”. Na panela de baixo é onde fica o malte e onde coloco água que vai circular pra produção do mosto (“chá de malte de cevada”).

O mosto sobe pela mangueira da esquerda, circula na panela de cima por dentro da serpentina (por fora da serpentina há água quente) e desce pela mangueira da direita até cair pelo dissipador de mosto, que funciona como uma espécie de chuveirinho e faz o mosto cair sobre o malte novamente.

 Pra esse meu sistema coloco o ventilador apontado pra bomba elétrica pois ela fica muito tempo ligada, o vento evita superaquecimento.

Outro pequeno “detalhe” importantíssimo: tenha sempre certeza de que o gás que você tem é suficiente pra começar e terminar a brassagem, pois o fogo fica aceso durante praticamente 3 a 4 horas.

Os baldes são usados como fermentadores, ou seja, depois da produção do mosto (que nada mais é do que um chá de malte de cevada) o colocamos dentro do fermentador (balde) e adicionamos a levedura. O mosto ficará no fermentador por alguns dias até que a sua cerveja esteja pronta, o tempo depende do tipo de cerveja que irá fazer.

No kit eu paguei cerca de mil Reais e nos outros equipamentos mais ou menos o seguinte:

– 2º balde de plástico (fermentador) = R$50,00 –> comprei na rua Paula Souza em São Paulo

– airlock = R$15,00 –> comprei na Sinnatrah Cervejaria Escola

– densímetro com escala de 1000 a 1100 = R$60,00 –> não lembro o nome de onde comprei, mas é em loja de materiais de laboratório, dá pra achar na internet

– fogareiro de alta pressão = R$150,00 –> comprei na rua Paula Souza em São Paulo

– balança digital = R$55,00 –> comprei na rua Paula Souza em São Paulo

– abraçadeiras de mangueiras = R$15,00 –> qualquer casa de materiais de construção

– proveta de 200ml = R$15,00 –> comprei na Sinnatrah Cervejaria Escola

– termostato = R$65 –> comprei na alameda Glete em São Paulo

Fui comprando os equipamentos aos poucos, enquanto fui percebendo a necessidade e utilidade de cada um.

Dicas:

1 – teste seu equipamento com água antes de fazer sua primeira brassagem

2 – se não tem habilidades manuais pra comprar as partes separadas e furar panelas, etc, não se atreva e compre um kit pronto

3 – se não tiver dinheiro pra comprar um kit pronto se atreva e monte o seu, vale a pena!

Abaixo vídeo do equipamento em funcionamento durante o começo de uma brassagem, antes de acrescentar os grãos pra mostura:

121 comentários sobre “Meu Equipamento

  1. Bom dia caro amigo ! Gostei da sua apresentação o que mais me chamou a atenção foi sua simplisidade em tirar as duvidas dos outros que assim como eu gostamos de um hoby e de um boa cerveja, tenho vontade de fazer cerveja em casa mas nao tenho nada de conhecimento, gostaria de poder converçar com vc para tirar duvidas se for possivel ? estou deixando meu e-mail caso possa me add sou funcinario da Defesa Civil e em nosso dia dia e um sufoco só, ai vc já viu temos de ter um passa tempo, nada melhor de unir o util ao agradavel parabens pelo seu Blog…

  2. Bom dia amigo…Gostaria de tirar algumas duvidas com você, tenho interesse em produzir cerveja de boa qualidade em casa, e fique muito interessado depois de ler suas orientações.
    se puder me adicionar por e-mail agradeço…

    • Amigo, beleza? Não sou fornecedor de material, apenas indico quem me atende, mas eles não trabalham com equipamentos em inox. Sugiro que procura a Mec Bier, esses sim fazem equipamento de 80 litros em inox.

  3. Boa noite, camarada.

    Estou pesquisando material sobre a montagem do kit cervejeiro, e ao ler o seu blog fiquei bastante entusiasmado. Já estava pensando em utilizar uma bomba de de máquina de lavar louças para fazer o resfriamento do mosto. Ai que bateu a dúvida em relação ao seu equipamento. Como você fez este processo? Você passou o mosto por dentro da bomba de recirculação? O chiller ficou dentro de algum recipiente? Abraço e parabéns pelo site.

    Meu e-mail é djardim@gmail.com

  4. Olá.
    Uma dúvida quanto ao seu método de recirculação.
    Vc passa o mostro através da bomba, pela panela da água de lavagem (sparge water) para manter aquecido o mosto, e depois devolver para a panela de mostura, fazendo a recirculação, seria isso?

    Abraço
    Leandro

    • Uso a recirculação durante a mostura. O malte fica no fundo da panela, o mosto sai pela bomba e é jogado sobre a cama de malte novamente, repetindo este processo durante todas as rampas de temperatura que uso nas receitas. Terminadas as rampas e a mostura então jogo o mosto primário em uma segunda panela, a de fervura. Depois disso, com os grãos no fundo da panela de mostura, jogo a água de lavagem e faço outra recirculação por um tempo pra lavar bem os grãos, quando acho que está legal jogo este mosto secundário pra panela de fervura também e depois parto pra fervura em si.

  5. Oi
    A geladeira é de quantos litros?
    Estou começando no mundo da cerveja caseira. Por enquanto estou só fazendo levas de 20 litros, mas acho que vou logo partir para levas maiores de 80-100 litros.
    Abraço

    Helgi Thor

    • Gabriel, tudo bem?

      Não sei se tive sorte, mas eu apenas desparafusei a placa do congelador e com um pouco de cuidado consegui abri-la de forma que ficasse num formato que encaixou no fundo da geladeira. A tubulação é frágil mas com cuidado deu pra fazer!

  6. Amigo, pelo que vi vc recircula o mosto durante a mostura e este passa pelo chller imerso em água quente na temperatura indicada da receita ou pouco acima (tipo se a receita pede 50 graus, vc coloca a água onde o chiller está imerso a quantos graus a mais?)?
    Vc sente que por este processo vc extrai mais açúcares, dando maior densidade, que de outro método (sem usar o banho maria pra aquecer o mosto)? Controlando a temperatura do mosto no fogão.
    Mais uma pergunta: usando este processo vc percebe que a cerveja tem mais ou menos turbidez no momento de abrir e tomar sua golada sagrada?
    Gostaria de trocar algumas ideias contigo por email… estou inciando tbm a minha produção e queria compartilhar as experiências.

    • A água onde o chiller fica imerso não precisa ter a temperatura controlada, tem que medir a temperatura na panela onde ficam os grãos, uma vez que alí esteja com a temperatura desejada basta desligar a bomba. Há uma boa eficiência nesse processo e também facilita na filtragem do mosto. Hoje uso outro sistema, mas pra iniciante esse aí me ajudou bastante! Qualquer coisa me manda e-mail ou mensagem pela página do Facebook que sempre que possível respondo.

  7. Fala, camarada! Primeiro, parabéns pelo seu blog, pra nós, iniciantes no mundo cervejeiro é sempre importante essa troca de experiência!
    Gostaria de saber onde consigo um “dissipador do mosto”, o cano que fica na parte superior da panela de mostura. Eu já tinha visto esse kit, mas creio que comprar os equipamentos separados seja mais barato, por isso queria saber onde tem pra venda ou como fazer uma.

    Grande abraço, aguardo teu retorno, se puder enviar pro gustavodelira@hotmail.com eu agradeço!

    Até mais!

  8. Olá amigo, estou me planejando para me iniciar na fabricação de cerveja artesanal. Vi que este equipamento que você mostra nas imagens, é o kit top de linha do Sr Norberto da Bahia, procede? estou seriamente pensando em comprar este kit, com ele consigo fazer uma boa cerveja? O Sr Norberto realmente dá toda assistência após a compra do kit? Obrigado!

  9. Boa Tarde Amigo, Parabens.. Blog show de bola..
    Estou com muita vontade de montar a minha propria cervejaria Artesanal, sou um grande apreciador de cervejas artesanais.
    Você poderia por favor me dar mais detalhes de equipamento para a fabricação, pensso em começar com pouco, como vc fez.
    Onde consigo um equipamento parecido com o o seu primeiro?

    Aguardo seu retorno, meu email é wagjunior@uol.com.br

    Obrigado,

  10. Boa noite. Seguinte: eu gosto de cerveja de trigo e uso bazooka. Parece que são duas coisas que não combinam… então to pensando em comprar um kit igual ao teu, de aquecimento indireto, Só tem uma coisa que não entendi: Nesse sistema não precisa mexer o mosto durante a brassagem?

  11. Olá, ótimo blog.
    Estou aumentando meu equipamento e consequentemente meu fermentador. Vi que você consegue colocar o fermentador de 100L na geladeira. A minha tem altura suficiente para isso, porém minha dúvida fica em como que você deixa um fermentador pesado desses lá dentro e não cai? Você “amarra” de algum jeito?
    Neste caso você também coloca a cerveja diretamente dentro do fermentador na geladeira. E na hora de tirar a cerveja maturada? Você envasa diretamente da geladeira também?

    Obrigado pela ajuda
    Fabio
    fabio.belardinelli@gmail.com

    • Fabio, tive problemas poiso fermentador ficou pesado e quebrou o fundo da geladeira. Depois coloquei uma chapa de inox bem forte em baixo e deu certo, mas tive que trocar a válvula de extração do fermento.

  12. Amilcar, parabéns pelo blog.

    Assim como vários comentários acima, estou na escolha dos meus equipamentos. Tenho um problema que é a distância dos grandes centros, pois sou de Rondônia, com isso o frete chega a preços absurdos. No site cervejando.com.br pude notar que eles tem frete free, porém um kit que falta alguns equipamentos.
    Você poderia me indicar onde posso comprar meus equipamentos?

    Obrigado pela ajuda

    Vinicius

    vinicius.cerci@merial.com

  13. Boa noite,

    Estudo Engenharia Mecânica na FAHOR, e meu grupo está querendo fazer um produto para a produção de cerveja artesanal. Gostariamos de saber se é possivel fazer uma pesquisa de mercado com vocês, e se vocês nos passem alguma informação necessária para nós tentar implantar no nosso produto.
    Fora dos estudos, eu já trabalho com projetos a 8 anos, e agora estou a 5 anos em uma empresa que fabrica produtos para laticínios, onde praticamente é tudo em inox, então eu já tenho algumas ideias sobre como fazer com o que eu já pesquisei de como é o processo, estou falando isso, pois pretendo comercializar futuramente, caso seja viável.
    Então, espero que possamos dar continuidade sobre esse assunto, pois queremos fazer um produto prático, de qualidade, e que tenha o menor preço possivel.

    att.
    Marco H. Lang

  14. Primeiramente parabéns pelo blog, sou de SP, fiz um curso de mestre cervejeiro caseiro e quero ingressar entre os “fazedores de breja em casa”. O meu maior problema está sendo encontrar um kit ou montar um para 20 litros. A panela eu prefiro comprar uma pronta mas não acho em SP. Você teria algum contato de confiança ou lugar que venda? Meu email: elemesilva@gmail.com

    • Eu sempre indico o pessoal da Beer Lovers mas acho que o site deles está fora do ar, tente ligar lá e veja se eles têm panela disponível, ficam no Jabaquara. Segue o telefone: (11) 3567-1733.

      Boa sorte!

  15. Oi Amilcar, tudo bem?
    Bem legal o seu blog e as receitas, acabei de fazer um curso e estou pesquisando para comprar meu primeiro equipamento, li a matéria sobre o BIAB, mas pelo custo vc acha que vale a pena? O kit que vc mostra acima do Mercado Livre está em torno de 1.4k, talvez pesquisando melhor consiga um preço menor. Abraços e obg

  16. Boa tarde Amilcar… cara, show de bola teu blog, muito bacana. Gostei do teu equipamento onde recircula o mosto pela serpentina imersa na panela com água. Tenho umas dúvidas: quando precisa aumentar a rampa de temperatura, por exemplo, passar de 65 pra 72 graus, basta apenas ligar a bomba, certo?? e demora muito para subir a temperatura de todo mosto até o momento de desligar a bomba?? e como você faz a sanitização dentro da serpentina?? obrigado.. abraço

  17. Bom dia Amilcar, parabéns pelo blog! Vejo que possui um material muito bom e várias pessoas interessadas no assunto! Comigo não é diferente, e pretendo nos próximos dias adquirir meu kit.

    Não estou muito preocupado com o valor nesse momento, quero um kit de equipamentos que me proporcione uma boa cerveja. Por isso gostaria da sua opinião quanto a um kit, haja vista que você possui um bom conhecimento no assunto!

    Obrigado pela ajuda!

  18. Oi Amilcar,
    Valeu pelo post, muito bom. Vc teria como dizer onde comprou o fermentador de 100 litros, o chiller de chapas e o fogao JackWall GB 13 de alta pressão (esse é muito diferente de um fogao de alta pressao comum?) e os respectivos preços?
    Valeu!

  19. Tenho uma Eletrolux de uma porta me explica com mais detalhes como eu posso arrancar o congelador… falei com um técnico e ele me disse que se eu arrancar não vai funcionar mais a geladeira….

  20. Olá, meus parabéns inicialmente pela produção e pela atualização do blog, de muita qualidade e explicativo. Estou começando a minha produção artesanal e gostaria de saber mais detalhes sobre fundo falso que você está usando, que me pareceu bem feito e eficaz, você mesmo fez? mandou fazer? ele é inox?

    muito obrigado,
    espero poder contribuir em algum momento com a minha produção e experiência pessoal!

    abraços!

    • Fernando, é de inox sim mas tive que mandar fazer pois é praticamente impossível furar uma chapa de inox sem as ferramentas adequadas. Tentei furar sozinho mas quebrei umas 30 brocas, até que desisti!

  21. Olá, amigo! Parabéns pelo blog… muito bom mesmo!
    Pretendo começar a produzir em breve e estou começando a pesquisar as melhores alternativas de equipamentos. Se pudermos manter contato, ficarei muito grato. Abraço!

  22. Parabéns pela iniciativa, certo de que será um guia constante de consulta.
    Estou a ponto de comprar um kit e fiquei em dúvida ao ler sua observação:
    “Pequisei na internet e acabei encontrando no Mercado Livre alguns kits prontos que já são preparados pra iniciantes. Há algumas boas opções no mercado que acabei conhecendo só depois de comprar o meu kit.”. Fiquei na dúvida se você comprou esse kit que descreve apesar de ter encontrado melhores ou esse kit que você descreve já faz parte de um kit realmente melhor. Fui claro ? Agradeço a atenção. Eduardo. ( edumozir @ gmail . com ) se possível gostaria de seu email para trocar umas ideias,

  23. Olá Amilcar.
    Gostaria que me enviasse um e-mail de como fazer os equipamentos para fabricação da cerveja.
    Sou um apreciador da cerveja de trigo e gostaria de fazer a minha própria cerveja, mas nao sei por onde começar.
    Queria saber onde posso comprar os materiais para fabricação e também onde comprar os equipamentos já prontos, caso eu nao consiga fabricar os mesmos.

    Obrigado.
    Att, Diogo Ximenes.

    e-mail: diogohenriqueximenes@gmail.com

  24. Parabéns pelo seu blog, é um material didático e prático muito bom para quem está iniciando. No momento estou realizando a montagem de meu kit de produção caseira, mas surgiu uma duvida com relação ao tamanho das panelas. Estou pensando em começar com uma produção de 20 litros, qual seria a litragem da panela de mostura e da panela de fervura para essa produção?

  25. Almicar, parabéns pelo Blog.

    Comprei um kit para produção de 80 Litros com fermentador conico. E estou aguardando ele chegar para fazer minha primeira brassagem.

    A minha grande dúvida é de como você faz para transferir os seus 100 litros mosto da panela de fervura para o fermentador?

  26. Primero gostaria de parabenizar pelo blog. Estou interessado em produzir cervejas artesanais e gostaria de algumas dicas de Kits básicos para iniciar a produção(Para 20 lts) . Se você puder me passar algumas lojas em São Paulo onde eu possa comprar fico agradecido. Abraço

  27. Amílcar, parabéns pelo blog. Reçentemente, adquiri um kit semelhante ao seu. Antes de fazer a primeira brassagem estou querendo tirar dúvidas e não ter que reinventar a roda. Nessa água corrente que vc passa pela serpentina, antes de iniciar o processo, vai algum sanitizante? Outra dúvida: após a mostura terminar o processo, quais são, exatamente, os próximos passos com esse equipamento? Agradeço de antemão a ajuda!

    • Alexandre, beleza?

      Não passo nenhum sanitizante não, como é antes da fervura não há necessidade, apenas limpe bem os materiais. Depois de terminada a mostura você deve transferir todo o mosto pra uma das panelas, com ajuda da bomba, e fazer a fervura.

    • Eu uso duas mangueiras uma dentro da outra, se não me engano. Não estou com tempo pra tirar mais fotos pois meu filho nasceu na quinta-feira passada e tá dando trabalho o bichinho! hahahaha Dá uma olhada nos posts sobre brassagens que postei que neles deve ter alguma foto de perto!

  28. Olá Amigo, beleza?
    Sou iniciante na arte de produção cerveja artesanal,gostaria de saber se é possível melhorar meu sistema de filtração e lavagem do mosto. Sai somente um “filete” de mosto pela torneira e com o passar do tempo esse pequeno fio de mosto passa a ser pingos. Isso faz que esse processo dure umas 5 horas.
    Minha panela cervejeira é acoplada de uma torneira de 1/2 polegada, já utilizei uma bazooka e agora utilizo um fundo falso (melhorou bem pouco a eficiência).
    Estou querendo adquirir ou produzir uma bomba de recirculação parecida com essa sua, será que essa bomba ajuda na eficiência dessa etapa?

  29. Cara gostei muito do seu site eu iniciei a pouco tempo no mundo cervejeiro. No curso que eu fiz ele fazia nesse sistema, semi automático, em casa faço brassagem manual. Teria como você me mostrar como esse filtro bazzooka de alumínio que você fez encaixa na torneira? Não entendi como você fez a vedação tem como colocar umas fotos?

  30. Parabéns pelo Blog, tem me ajudado muito nas minhas dúvidas.
    Amilcar, tenho uma dúvida que as vezes você já deve ter tido. Adquiri um kit com sistema de recirculação e na minha primeira brassagem tive um pouco de dificuldade para manter a temperatura, meu foco era 68°c, mas ela oscilava entre 65°c a 73°c, eu estava usando um fogareiro de alta pressão, foi quando tive a ideia de medir a temperatura da cerveja quando saia do canhão de recirculação (topo da panela), me assustei pois a temperatura estava chegando na mais de 75°c enquanto na panela era bem menor. Essa temperatura mais alta na recirculação não atrapalha no resultado final ?

    • Felipe, atrapalha sim. Eu sugiro que deixe de usar esse sistema de circulação durante as rampas de temperatura, dê uma procurada no Youtube que tem vídeos bons sobre a brassagem normal. Resumindo: você vai usar o fogo abaixo da panela com os maltes mesmo, com a chama não muito alta pro mosto não caramelizar no fundo da panela, de forma que a temperatura suba 1º C por minuto, sempre mexendo com uma colher para que a temperatura seja a mesma em todo o líquido. Chegando na temperatura desejada basta desligar o fogo e aguardar, geralmente se mantém por bastante tempo!

  31. Amilcar, tudo bem! Enfim achei algo na internet acerca desse kit da cervejando! Ganhei de um amigo que comprou esse kit tem um ano! Ele se quer tentou fazer e acabou me presenteando! Ele me passou alguns passos a serem seguidos, tentei a primeira brassagem e a cerveja não ficou boa (sabor-gosto-cheiro e muito sedimento). Enfim, algumas dúvidas: com o dissipador e a bazuka não é necessário mexer o mosto durante a brassagem? Durante a brassagem a bomba sempre ficará ligada? Qual o papel da bomba nesse equipamento? Tive dificuldade em manter a temperatura constante durante a fervura e principalmente a brassagem, ou continuava subindo ou descia se abaixasse o fogo! Difícil manter na temperatura ideal das rampas! Li nos comentários que você quando termina a mostura joga o mosto para a panela de fervura (mosto primário)! Onde estava o chiller correto? Minha dúvida é depois dessa etapa -> essa água de lavagem é aquela que estava na panela de fervura? Você acondiciona ela em outro local para depois usá-la na lavagem? como fazer a recirculação do mosto secundário se o mosto primário já está na panela de fervura?
    Excelente blog!!! Está de parabéns, principalmente com a atenção que possui com os leitores.
    Caso prefira me responder por e-mail -> fillipeoc@hotmail.com (f i l l i p e o c @hotmail.com)
    Desde já obrigado.

    • Vamos por pontos!

      1 – não é necessário mexer o mosto durante a brassagem no seu equipamento.

      2 – depois que mudei a forma de brassar consegui melhor controle das temperaturas das rampas. Este equipamento, embora pareça mais fácil e automatizado, complica as coisas! Faça o seguinte: use a panela onde está o malte direto no fogo (nunca use o fogo muito alto pra não caramelizar o mosto na panela!), enquanto o fogo estiver ligado ligue a bomba e jogue o mosto novamente por cima dele próprio usando o dissipador na ponta da mangueira, o fogo só fica ligado até chegar a temperatura da rampa desejada, quando chegar desligue o fogo e a bomba e basta esperar o tempo da rampa, a temperatura dificilmente cairá no tempo da rampa. Terminando o tempo da rampa liga o fogo e a bomba até chegar na próxima temperatura desejada. Ao final da mostura você transfere o mosto primário pra panela que não estará usando e reserve lá, deixe apenas um pouco do mosto primário na panela de mostura e vá adicionando água a 70ºC sobre a cama de grãos bem devagar, recirculando novamente com a bomba ligada e com a mangueira despejando o mosto novamente na panela de mostura mesmo. Depois de um tempo recirculando na mesma panela desligue a bomba, direcione a mangueira pra panela de fervura e complete a panela com o mosto secundário.

      Caso tenha dúvida me manda um e-mail no amilcarparada@hotmail.com que combinamos de encontrar e te explico pessoalmente que é mais fácil. Isso se for de SP/SP, claro!

      3 – não é necessário controlar a temperatura durante a fervura, apenas mantenha o controle pra que o mosto não transborde (como o leite quando ferve!).

  32. Boa tarde! eu estou pensando em comprar um equipamento pra começar a produzir cerveja. Estava pensando num de 20 litros. Esse kit que você adquiriu no inicio é bom? Se fosse hoje você optaria por outro kit ou pelo mesmo?
    Desde ja, agradeço!!!

  33. Olá Amilcar!
    Nestes ultimos meses venho lendo bastante o seu blog. Por coincidência, acabeoi vendo aqui que você é um dos proprietários do Capitão Barley, local que gosto muito de frequentar. AInda não conheci o novo local, mas o farei em breve!
    Enfim, estou aumentando meu equipamento, passando para panelas de 68 litros. oproblema que surgiu é juntamente o fermentador caber dentro de alguma geladeira, kkkkk. Vi sua geladeira e achei fantástica. Saberia me dizer qual é este modelo? Tenho uma geladeira velha aqui e tentarei fazer como você orientou. Soltar e abrir com cuidado. Teria mais alguma dica para esta manobra?
    Na proxima vez que for ao capitão, irei lhe procurar ok?
    Ahoy!
    Fabio Guariglia
    fabioguariglia@gmail.com.

    • Audax, que bom que gosta do Barley, vá conhecer o novo espaço caso ainda não conheça, está muito melhor! Com relação àquela geladeira, era uma bem velha e não tenho mais, não sei te dizer modelo e marca. O problema com ela foi que o peso do fermentador acabou derrubando o fundo dela.

  34. Olá, estou interessado em saber como vc fez para abrir o trocador de calor da sua geladeira para ganhar espaço. To precisando de espaço pro fermentador e no meu caso acho que só deixar aparte de baixo paralela ao fundo da geladeira da certo.Não tem risco de fechar a passagem de gás e aumentar a pressão no compressor ou ainda perder gás ou eficiência? Para saber é um modelo da eletrolux r250 com o trocador em U. Se vc tiver alguma dica sobre isso seria bem vindo. ( não preciso cortar a porta. E parabéns pelo blog.